11 setembro 2013

Sapatos: A verdade sobre o sapatinho de cristal


Estava assistindo a um episódio da série The Carrie Diaries quando a sábia mocinha que dá nome à série diz: “Talvez a razão pela qual Cinderela estava tão feliz quando o sapato serviu não foi por causa do príncipe, mas, sim, pelo sapato”.

Nunca tinha pensado por este ângulo. E ela tem toda razão.

Desde pequenas somos apresentadas às histórias das princesas, e esta em questão, é uma das mais populares.

Como toda garotinha sonhadora que adora uma Barbie e planeja seu casamento todos os dias com o Ken, a maioria vê apenas uma princesa que encontra o seu príncipe e vive feliz para sempre.

Devo confessar que a Gata Borralheira nunca foi a minha princesa favorita (Qual é, gente! Quem deixaria para trás aquele maravilhoso sapatinho de cristal???). Minha princesa favorita tem barbatanas. Talvez por isso nunca tenha dado muita importância à história da Cinderela.

Vamos analisar desde o princípio...

Cinderela, órfã, vive com a madrasta, que tem duas filhas malvadas (uma nem tão malvada assim. Apenas mal amada, como podemos ver em Cinderela 3. O que não vem ao caso).

Nossa mocinha em questão é tratada muito mal pela mulher que casou com seu pai e suas duas filhas. Trabalhando como empregada da casa da família, Cinderela tem como única companhia os ratos e outros animais falantes.


Cinderela vive obedientemente a vida imposta a ela, até que um dia chega um convite real para o baile em homenagem ao príncipe, onde diz que todas as mocinhas solteiras devem comparecer ao mesmo, por ordem do rei. Yeah! Assim ele poderia escolher a princesinha com quem passaria a eternidade.

video


Como toda boa madrasta dos contos de fada, sua mamãe querida deixa Cinderela ir ao baile se a mesma terminar o serviço. O que não passa de uma mentirinha nada inocente, já que a madrasta amada a prende dentro de casa para impedi-la de ir ao baile.

Sem nada para fazer, a fada madrinha decide ajudar a nossa mocinha em apuros. Com o balançar da varinha e um Bibbidi Bobbidi Boo a Gata Borralheira ganha um vestido deslumbrante e sapatinhos de cristal dignos de princesa. E com a promessa de que estará em casa até meia-noite, Cinderela parte para a festa.

A partir daí todo mundo já sabe. Cinderela dança com o príncipe. Relógio bate. Cinderela corre para casa. Esquece sapatinho.

Agora que fica bom. O bonitinho PRECISA do SAPATO para ACHAR a sua AMADA.

Peraí, gente! Além de não ter nome (que príncipe digno se chama Príncipe?), sua alteza real nem mesmo se importa em procurar por sua tão “amada” donzela. Isso mesmo. O descansado manda seus empregados reais realizarem a busca.




Nem preciso comentar o fato de que ele precisou do sapato para encontrar sua alma-gêmea. Ou seja, sua alteza real nem mesmo se lembrava do rosto de seu amor eterno.

Quem ficaria feliz de se casar com um principezinho mimado de meia tigela?


Sim. Cinderela ficou feliz por causa dos sapatos!

Tudo bem. Ela gostava do príncipe. Mas como já disse uma sábia alma, o amor é cego.

Vejo sempre nas redes sociais as pessoas reclamando que os filmes da Disney nos iludem desde cedo, porque vivemos à procura do homem perfeito, do Príncipe Encantado. Não vejo nada disso.

Os príncipes estão longe de serem perfeitos. O que vejo são homens preguiçosos que deixam nossas princesinhas fazerem todo o trabalho duro.

Eles só aparecem quando já está tudo bem para colherem os louros das lutas das pobres mocinhas. Príncipe Phillip (Bela Adormecida) é um dos poucos que merecem um pouco do nosso respeito.

E, nós, princesas do dia-a-dia, somos assim. Conquistamos o nosso lugar no mercado de trabalho, buscamos nossa independência financeira. Nem sempre queremos um príncipe, ou, para algumas, uma princesa, mas sempre temos um objetivo, seja lá qual for.

E, para mim, fica a mensagem de que devemos ir à luta pelo que queremos, acreditamos e amamos. E se um sapato nos levará a isso, melhor ainda! hahaha

Agora, esqueça que o sapatinho é um sapatinho (isso mesmo!). Podemos vê-lo, na verdade, como uma representação de nossas qualidades ou de nossas ações que tornam possíveis aquilo que queremos e amamos.

E para nos inspirar cada vez mais a correr atrás dos nossos sonhos, Christian Louboutin desenhou um “sapatinho de cristal” para a Disney.






E se seu sonho for ter um desses, se vira, querida! Só existem 20 pares (que, provavelmente, já acabaram há muito tempo).

Já, Zoltan Viczan levou a história do sapatinho de cristal a sério até demais. Dá só uma olhada na versão dele:



Gostaram dos sapatinhos inspired? Também acham que a Cinderela ficou tão feliz foi pelo sapatinho e não pelo Príncipe "Príncipe"?


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
SABRINA FRANZONI © OVER THE HEEL - 2013. Todos os direitos reservados.
Design por: SABRINA FRANZONI.
Template base por: Blogspot.
Ilustração Stormtrooper e Boba Fett por: Everaldo Coelho - Find Icons.
imagem-logo